quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Ateus, agnósticos e a Teoria do Desenho Inteligente

Segundo a galerinha de Darwin, a Teoria do Desenho Inteligente (Tedeísmo) nada mais é do que o velho Criacionismo com um novo disfarce. Em outras palavras: religião.

Obviamente trata-se de mais uma das já conhecidas estratégias de retórica dos devotos de Darwin a fim tentar anular o mérito científico e filosófico de teorias alternativas ao dogma naturalista.

A Teoria do Desenho Inteligente não está fundamentada em livros considerados sagrados, e não defende a crença em qualquer que seja a divindade. Prova disso é que muitos de seus defensores são agnósticos e alguns até ateus, como é o caso do filósofo Bradley Monton, bacharel em física e filosofia, PHD em filosofia por Princenton e professor da Universidade de Colorado, um ateu convicto que escreveu um livro com o qual defende o Design Inteligente: “Seeking God in Science: AnAtheist Defends Intelligent Design”.

Além de Bradley Monton, temos ainda o caso de David Berlinski, um confesso agnóstico e defensor da Teoria do Desenho Inteligente.


David Berlinski, sugerimos esses dois belíssimos textos (em espanhol): Sobreel Origen de la Vida / Sobre elOrigen de la Mente


É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário